Como a digitalização em 3D acelera a engenharia reversa

May 17, 2019

Com a evolução da digitalização em 3D, novos campos têm descoberto aplicações para a tecnologia, desde metrologia tradicional até desenvolvimento de produtos, arquivamento digital de museus e design para o setor de arquitetura, engenharia e construção. A engenharia reversa, especialmente, passou por uma revoluçãocompleta com a capacidade de coletar dados do ambiente físico e, com eles, criar modelos em 3D. Esses modelos podem ser manipulados e levados novamente ao ambiente físico usando tecnologias avançadas de fabricação.

Se a digitalização em 3D tem sido cada vez mais usada para engenharia reversa, é importante entender exatamente o que é essa tecnologia e como ela funciona no ambiente físico. Neste whitepaper, apresentamos mais detalhes sobre a digitalização em 3D, com foco em como a empresa Mammoth Machine + Design implanta a tecnologia na engenharia reversa de peças únicas para equipamentos de fabricação em grandeescala. Em um caso específico, a empresa usou a digitalização em 3D para realizar a engenharia reversa de uma peça de reposição e restabelecer a produção em massa em apenas 24 horas.

Material anterior
Máquinas de medição por coordenadas: fixas x portáteis
Máquinas de medição por coordenadas: fixas x portáteis

Este artigo técnico contrasta e compara CMMs fixas com CMMs portáteis e fornece insights que o ajudarão a d...

Próximo material
Como o jogo virou: FARO adiciona oitavo eixo à digitalização em 3D
Como o jogo virou: FARO adiciona oitavo eixo à digitalização em 3D

Entre neste whitepaper para obter detalhes sobre a forma como a combinação do braço de medição articulado e...